quinta-feira, 1 de março de 2012

#122

É engraçado como um sentimento de nostalgia me invade cada vez que o teu cheiro me invade o nariz. Lembro-me de cada momento, de cada carinho, de cada discussão, de cada boca que nos mandavam, de cada passeio de mãos dadas, de cada abraço forte, de cada amo-te, de cada conversa... Oh que merda de sentimento. Talvez não te ame a ti, mas sim a ideia de te ter. Ter-te a meu lado nos bons e nos maus momentos, ter-te para tudo, para te beijar, para te abraçar, para te bater, para implicar contigo... O teu toque ainda hoje me conforta, e hoje disse tudo.
E quando me vês, quando falas comigo, quando te encostas a mim... Fico a pensar...
Penso que se não fossemos da mesma turma e do mesmo grupo de amigos, já te tinha esquecido, mas sendo assim, vou continuar assim, vá-se lá saber até quando...

11 comentários:

cláudiagomes. disse...

Antes de amares os outros, ama-te a ti.

Daniela disse...

Minha querida obrigada pela opinião :D

Anónimo disse...

Tens de gostar de ti!

P.s. Com esse fundo é bue complicado ler os textos.

sarocas disse...

"e assim eu te esqueço ate amanha te ver novamente e lembrar-me de tudo outra vez..." =\

Sabrina disse...

Está melhorzito anónimo?

IrinaG. disse...

obrigada, sigo de volta*

André Pacheco disse...

Eish da mesma turma...
gostei quando dizes: "o que merda de sentimento." ahaha
calma que um dia vais o conseguir esquecer!
então e este manual? :b

André Pacheco disse...

Fico à espera do manual então! ahah
Sim, claro que vais conseguir.
Beijinhos

Anónimo disse...

está muito melhor :)

Sabrina disse...

Glad you liked it (:

Marcela disse...

Infelizmente não sei.