domingo, 9 de outubro de 2011

#9


Mesmo que não vejas…
Já chega de seres temas de quase todas as minhas conversas, chega. Bastou o ano passado. Este ano tem de ser diferente. Tu não mudaste, logo tenho de ser eu a mudar. 
Tu não me mereces. Não te posso pedir para deixares de seres quem és, mas comigo, por favor, muda. Ignora-me. Oh deixa, deixa-me, deixa-me de vez... Não me faças mais sofrer por ti… Desculpa se sempre esperei mais de ti do que alguma vez me pudeste e quiseste dar. A verdade é que até poderias ter dado mais, o “não querer” deve ter dominado, mas não faz mal. Acredita, são águas passadas. Agora pensa bem antes de voltares a fazer o que fizeste, seja a mim ou a outra qualquer. Cresce, já é tempo. 
Significas muito, mais do que devias.

2 comentários:

łnn Gray ۞ disse...

Obrigada, obrigada!!!
Ás vezes é dificil esquecermo-nos das pessoas que nos fazem lembrar da razão porque estamos aqui :)

LUNA Karenine disse...

Ok, se calhaaar vais ganhar a aposta :P