quinta-feira, 19 de julho de 2012

#205

Que revolta meu deus.
Quem trabalha é rebaixado, quem não trabalha recebe subsidios e apoios do estado. Alguém me explica isto?
Os meus pais têm de pagar para trabalhar, onde é que já se viu? Eles têm um negócio próprio, um café, tem de ter uma máquina registadora especifica, uma ventoinha para não fumadores, uma merda de uma casa de banho conjunta (eles tinham casas de banho separadas, o que dava mais privacidade a ambos os sexos, mas obrigaram-nos a junta-las). E mais uma série de medidas que nos mantiveram fechados temporariamente á cerca de 2 anos. Agora passados estes 2 anos, todo o dinheiro que gastamos em modificações foi para o boneco, uma vez que as regulações mudaram todas de novo. O negócio diminuiu em cerca de metade, o que estes palhaços devem querer é fechar-nos. E penso que vão conseguir, e é por isso que estou tão revoltada.
Quando eles fecharem, quem vai pagar a minha educação? Quem vai meter comida na mesa? Eles têm menos 25 anos da idade de reforma, e são demasiado velhos para trabalhar em qualquer sitio. Têm ambos doenças que condicionam mobilidade e facilidade de tarefas. Resumindo, eu vou sair da escola para meter comida na mesa. Vou abdicar de ir para a universidade, vou abdicar de acabar o 12º ano. Fico com o 9ºano. Quem vai empregar uma menor que tem apenas o 9ºano? Hã? Quem?
A vida é tão injusta.

3 comentários:

m. disse...

Tem calma, boneca, tudo se há-de resolver. Vais agora para o 12º ano? E olha, pensa positivo. Os teus pais estão velhos - desculpa-me a expressão - mas estão bem capazes de lutar pelo negócio e por ti. Não te vás agora abaixo, eu compreendo-te perfeitamente. Não passo por isto, mas por outras coisas que me obrigaram a mudar a minha vida. Vá, estou aqui.

m. disse...

Tens de pensar positivo e nunca desistir.

andrep. disse...

Estamos metidos num buraco... bem mau! é triste :s